R´Equilibri_us - Gabinete de Serviços de Fisioterapia e Saúde: TENDINOPATIAS - FISIOPATOLOGIA (1) calcanhares

R´Equilibri_us - Gabinete de Serviços de Fisioterapia e Saúde

Espaço que reúne profissionais de Fisioterapia e de Saúde com vasta experiência aliada a uma formação científica sólida. Pretendemos centrar a nossa intervenção – prevenção, aconselhamento, avaliação, tratamento e/ou reabilitação funcional – nas necessidades de saúde das pessoas procurando prestar um serviço na área da saúde de qualidade, personalizado e humanizado. Rua D.João I, nº 8, Oeiras,309984508 / 917776556 / requilibrius@netcabo.pt

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

TENDINOPATIAS - FISIOPATOLOGIA (1)


As tendinopatias são das lesões mais frequentes no desporto e em saúde ocupacional e as principais responsáveis por lesões crónicas onde o sucesso das diversas terapias pode ser questionado. Procurámos abordar alguns conceitos relacionados com a fisiopatologia e factores de risco potencial de uma forma geral para depois procurarmos em textos futuros operacionalizar em casos de tendinopatias especificas.

TENDÃO NORMAL

É uma estrutura formada por tecido conjuntivo que assegura a ligação dos músculos às inserções ósseas. Apresenta uma elevada capacidade de resistir às forças de tensão.
Exemplos: Tendão de Aquiles, tendão patelar, tendão do supra-espinhoso, etc.


TENDINOPATIA - uma lesão no tendão que se pode classificar de diferentes formas

Etiologia/Causas:
Inflamatória: Aguda vs Crónica
Degenerativa: Tendinosis Vs Degeneração quistica
Traumática: Lesão parcial Vs Lesão Total


O termo "tendinite" é bastante usado e sobreavaliado na prática clínica. A grande maioria das vezes é incorrectamente usado.


Terminologia a reter (Khan, 1999)

Tendinosis - condição patológica que apresenta uma degeneração ou alteração tecidular do tendão sem qualquer sinal clínico ou histológico de uma resposta inflamatória. É a situação mais comum nos quadros clínicos mais arrastados. A maioria das tendinopatias são crónicas pelo que o termo “tendinose” é o mais adequado.

Tendinite é uma condição que envolve uma resposta inflamatória dentro do próprio tendão. Descreve situações agudas e devem ser usadas apenas nessas situações.

Paratendinite é uma inflamação que ocorre na camada externa do tendão (paratendão). Este termo, engloba os conceitos de peritendinite, tenossinovite (que afecta a camada do tecido aureolar que cobre o tendão) e tendovaginites (que afecta a camada dupla do tendão).


TENDINOPATIAS - FACTORES DE RISCO
Existe uma interacção entre factores de risco intrínsecos e extrínsecos

FACTORES DE RISCO INTRINSECO
Idade: Jovem - nível maturacional pode condicionar a quantidade/qualidade de treino; Sénior - constrangimentos específicos relacionados com alterações degenerativas especificas da idade
Alinhamento biomecânico - alterações de eixos anatómicos (p. ex pé plano predispõe a tendinopatias do Tendão de Aquiles ou tendão do Tibial Posterior).
Défices de mobilidade/flexibilidade (encurtamentos adaptativos ou retracções musculo-tendinosass)
Instabilidade articular funcional (p. ex. uma laxidão ligamentar do ombro pode dar uma instabilidade dinâmica solicitando os tendões estabilizadores. Há tendinopatias do ombro que são secundárias a alterações da estabilidade dinâmica).
Lesões anteriores não resolvidas - tendinopatias recorrentes
Disfunções musculares e articulares / patologia sistémica (p.ex infecções)
Disfunções hormonais
Hidratação insuficiente
Factores psicológicos - O Stress psicológico e a ansiedade da competição leva a estados de aumento da tensão músculo-tendinosa.

FACTORES DE RISCO EXTRÍNSECO

Condição física de base insuficiente

Erros nos gestos técnicos (um gesto incorrecto na pancada da esquerda no tenista predispõe a tendinopatias no cotovelo) e opções de treino inadequadas

Mudanças bruscas no tipo e intensidade de treino

Treino não personalizado
Tempo e formas de recuperação do esforço inadequadas (o repouso activo é fundamental no ciclo metabólico dos diversos tecidos como o tendão e osso)
Limitações técnicas / Limitações anatómicas
Calçado inadequado /equipamento impróprio
Tipo de piso / Superfície



TENDINOPATIAS - CLASSIFICAÇÃO QUANTO À GRAVIDADE (adaptado de Reid, D, 1992) - 5 Graus


Grau I
• Dor apenas após a actividade física/desportiva
• Não interfere com o desempenho
• Sensação de “dorido” generalizada
• Desaparece antes de nova sessão desportiva (treino)

Grau II
• Dor mínima com a actividade física/desportiva
• Não interfere com a distância ou intensidade
• Sensação local de “dorido”

Grau III
• Dor interfere com a actividade física/desportiva
• Habitualmente alivia ou desaparece entre sessões desportivas (treinos)
• Dor local definida

Grau IV
• Dor intensa que interfere significativamente com a actividade física/desportiva
• Dor não alivia entre sessões desportivas (treinos)
• Dor local intensa com edema e crepitação

Grau V
• Dor intensa que interfere com a actividade desportiva e com actividades quotidianas
• Sintomas crónicos ou recidivantes
• Sinais de alterações tecidulares e funcionais (limitações funcionais)

(continua)

Raul Oliveira, Fisioterapeuta
Equilibri_us, Gabinete de Fisioterapia
Av. D. João I, nº 8, Oeiras
309 984 508 / 917231718
raulov@netcabo.pt

28 comentários:

  1. Anónimo8/5/09 02:31

    Perfeito site para esclarecer duvidas para aqueles que desejam se especializar nesse ramos, no meu caso, Fisioterapia Veterinária. Apesar de ser Veterinaria, não se difere muito ao Humana. Agradecido.

    ResponderEliminar
  2. Raul Oliveira3/11/09 11:52

    Agradeço a s/ simpática mensagem. A Fisiologia e os modelos fisiopatológicos são semelhanntes pelo que é perfeitamente possivel fazer esse transfer. Apareça sempre
    Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  3. Anónimo4/11/09 09:36

    BOM DIA, TENHO 52 ANOS A 4 MESES OPEREI O TENDÃO DE AQUILES,TIVE QUE OPERA-LO POIS SOFRI UM ACIDENTE COM VIDRO,O CORTE DO TENDÃO FOI TOTAL. HOJE ME ENCONTRO EM ESTADO CLINICO,TENDIOPATIA CRONICA.DESDE JÁ AGRADEÇO SUA ORIENTAÇÃO.

    ResponderEliminar
  4. Raul Oliveira4/11/09 10:56

    O tratamento das tendinopatias exige a análise quer de diversos factores intrínsecos ao sujeito quer de factores extrínsecos que podem contribuir para a manutenção dos sinais e sintomas por largos períodos de tempo levando à cronicidade com instalação de alterações tecidulares/estruturais e funcionais difíceis de resolver.


    Não há tratamentos milagrosos, particularmente para as situações que se prolongam no tempo onde já há uma tendinosis (alterações degenerativas intratendinosas de carácter não-inflamatório, com desorganização das fibras, hipocelulariedade, necrose local ou calcificação) que representa nos casos mais graves alterações irreversíveis na estrutura do tendão com indicações cirúrgicas.



    Princípios gerais de intervenção


    a) Nas fases agudas o repouso das actividades que desencadeiam os sintomas deve ser respeitado. O REPOUSO do tendão É O MELHOR ANTI-INFLAMATÓRIO (nos primeiros 2/3 dias). Modificação da actividade/ respeito pela dor (Pain-free activities). O uso de talonetes de silicones para fazer a elevação dos calcanhares pode ser útil, retirando alguma carga ao TA


    b) Repouso selectivo / Meios de protecção selectiva - associado à elevação dos calcanhares com o uso do talonetes/calcanheiras.

    c) frio/gelo local - arrefecimento durante 5/10 minutos mas que pode ser repetido várias vezes ao dia (cada 2/3 horas). Sempre que sentir a zona do tendão mais quente pode e deve fazer frio local.


    d) Normalização da mobilidade/estabilidade articular - recuperar gradualmente a função, após a fase aguda. Exige um conhecimento aprofundado da biomecânica regional. Está indicado uma avaliação dos alinhamentos biomecânicos do pé/perna e uma avaliação podológica. Em certos casos pode ser recomendada o uso de palmilhas personalizadas que devem ser prescritas apenas após os exames referidos atrás.


    e) Meios terapêuticos electrofísicos (nem sempre há evidência cientifica sobre a aplicação de alguns destes meios e são por vezes os únicos usados pelos diferentes profissionais). É claramente insuficiente os tratamentos baseados exclusivamente nestes meios


    f) Programa de exercícios terapêuticos com fortalecimento excêntrico (exercícios a favor da gravidade) das estruturas músculo-tendinosas afectadas (após a fase aguda) + Estiramentos graduais. DEVE PROCURAR UM FISIOTERAPEUTA COM EXPERIÊNCIA NESTE TIPO DE LESÕES.


    g) Ensino de exercícios e cuidados a ter diariamente. O tratamento das tendinopatias do TA, sobretudo as crónicas onde já há alterações tecidulares é necessário que o programa de exercícios seja o adequado para induzir as alterações estruturais, funcionais e biomecânicas do tendão.
    ISTO REQUER MOVIMENTO, FUNÇÃO, CARGAS PROGRESSIVAS, AVALIAÇÃO CONSTANTE E .... TEMPO .


    Não se espere resultados imediatos. Pode levar de 12 a 20 semanas e mesmo assim poder não ser suficiente. MAS SEJA PERSISTENTE E PACIENTE. NÃO DESISTA


    h) Infiltrações sobre o Tendão de Aquiles são contra-indicadas na esmagadora maioria das vezes (para não dizer nunca).

    Espero que estas indicações sejam úteis.
    Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  5. Anónimo24/4/10 19:04

    boa tarde! por favor esclareça minhas duvidas,
    fiz um ultar som e o resultado foi,
    -BURSA SUB ACROMIAL E SUB DELTOIDEA,apresenta aumento de liquido medindo 1,8 mm,
    -TENDINOPATIA DE QUARTO COMPARTIMENTO(punho) BILATERALMENTE.quarto tunel:tendões exteriores com diminuição de sua ecogenicidade sugestiva de tendinopatia.
    TENDINOPATIA DE SUPRA ESPINHOSO.(OMBRO)
    BURSITE DE SUB ACROMIODELTOIDEANA
    pode me dizer o que tenho?
    obrigado.
    janete

    ResponderEliminar
  6. rosangela25/11/10 02:24

    fiz 02 ciurgias no joelho esquerdo e 01 no direito, sou jogadora de volei master. apos esta ultima cirurgia , ha 02 anos percebi que meu tendao patelar ficou duro e incomoda, tenho dificuldades para subir e descer escadas porem durante o jogo quando aquecido o joelho consigo realizar a atividade, apos e sempre incomodo, os dois joelhos incham! o que fazer? o que tomar pois as dores sao cada hora em uma parte do joelho?

    ResponderEliminar
  7. Raul Oliveira25/11/10 23:01

    Boa noite Rosa Angela: pelo que descreve poderá ter um quadro de tendinopatia (Tendinosis - condição patológica que apresenta uma degeneração ou alteração tecidular do tendão sem qualquer sinal clínico ou histológico de uma resposta inflamatória. É a situação mais comum nos quadros clínicos mais arrastados. A maioria das tendinopatias são crónicas pelo que o termo “tendinose” é o mais adequado) mas também ficamos sem saber a razão das cirurgias que fez. Deve procurar o apoio de um médico e/ou Fisioterapeuta especialista em lesões desportivas. Deve ser feita uma avaliação clinica cuidadosa e fazer eventuais exames complementares para se ter um diagnóstico correcto. Só perante isto é que se deve traçar o plano terapêutico. Apareça sempre. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  8. Anónimo23/2/11 16:33

    Boa tarde , acabei de fazer um ultrasson e a conclusão foi; tendinopatia do 2 e 4 tunel. O que isso significa? è tendinite nos dedos? Tem cura?

    ResponderEliminar
  9. Raul Oliveira24/2/11 00:29

    Boa noite: a informação que dá é incomplata e insuficiente mas uma tendinopatia é uma condição patológica do tendão que pode ter várias formas e graus de gravidade. Sim a tendinopatia pode ser tratada embora em alguns casos possa ser um processo demorado. Deve consultar o sue médico ou Fisioterapeuta. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  10. alessandra cardoso16/5/11 11:54

    ola boa tarde me chamo alessandra cardoso e a 5 mense fiz um cidente de trabalho um entorce no pe esq estou sendo seguida pelo medico deo seguro que desde entao disse que eu nao tinha nada e assim continua... a 3 meses faço fisio tomo anti flamatorio ananase e a situaçao piorou ele disse que no rx nao tinha nada pois fui de urgencia no hospital garcia horta e me fizeram um rx resutado traumatismo com 2 incidencias no tornozelo, mostre;lhe e ele continua a dizer que nao e nada que nao tenho nada. fiz uma eco com 2 meses de lesao ao oe que deu uma tenicio... e bolça de liquido 14mm ele an mesma disse nao tem nada hoje fiz a mando da medica de familia uma eco no tornuzelo acusou uma teniopatia no maoleolo esterno ja sei que isso nao é bom , oq eu faço me ajude e me oriente pois continuo a piorar ne ando mt mal e ele vai me dar alta dia 30.

    ResponderEliminar
  11. Raul Oliveira16/5/11 15:15

    Olá Alessandra:poderá ter um processo inflamatório nos tendões peroneais e/ou sequelas de lesão dos ligamentos laterais do tornozelo, mas só perante um bom exame clinico de poderia confirmar. Sugiro que peça à média de familia que a encaminhe para um bom médico ortopedista fora do seguro para seguir o tratamento adequado face ao diagnóstico. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  12. alessandra cardoso16/5/11 17:46

    ola desculpe encomoda;lo outravez queria mais um esclarecimeto e desde ja lhe agradeço a sua atençao. li num site de ortopedia que o que tenho teniopatia é uma lezao grave e que poderia ter sido tratada antes de chegar a esse ponto que nao poderei mais trabalhar em cima do pe e que devido o tempo de inflamatorio virou uma doença cronica que teri de conviver com ela e isso. e se o doutor me tivesse feitos esses exames mais cedo e fito uma infiltraçao teria passado e nao teria chegado a esse ponto. obrigada.estou mt triste com a noticia pois ainda sou nova 36 anos e mae de 3 filhos.

    ResponderEliminar
  13. alessandra cardoso18/5/11 10:43

    ola a minha fisiatra disse que poderia ter sido evitado se o medico me tivesse mandado para fisio nos primeiros 20 dias apos o acidente e que ainda poderia ter me faito uma infiltraçao mas nao o fez me enviou para fisio com 1 mes e meio e ainda por cima fiz o rx que dectetou un trumatismo no tornozelo e lhe mostrei e ele disse que isso nao era nada a ecco ao pe acusou 14mm de liquido e un tendao do tarsico com tendinissovite isso com 2 meses de acidente mais ele alegou que nao tenho nada ate hoje quando fiz essa eco ao tornozelo e deu essa tendiniopatia no maleolo o que fazer . ele foi negligente. estou mt triste pois esta em risco o meu trabalho , e minha vida sou nova tenho 36 ano e tenho 3 filhos. obrigada

    ResponderEliminar
  14. Raul Oliveira18/5/11 11:48

    Olá Alessandra: mesmo tendo começado mais tarde os tratamentos de Fisioterapia, poderá recuperar com os tratamentos adequados, embora possa ser mais demorado. Por isso aconselho a fazer Fisioterapia com Fisioterapeutas que tenham experiência neste tipo de lesões. Boa recuperação. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  15. alessandra cardoso26/5/11 12:57

    ola dr. tenho mais moticias fiz novos exames edeu tendinites en todos os tragetos com liquido a mais. e um derrame na articulaçao . e traumatismo ou lesao nos perineais. que e isso. sera preciso cirurgia. ficarei com sequelas . a ilflamaçao ja suboi ate a canela.obrigada

    ResponderEliminar
  16. Raul Oliveira27/5/11 06:54

    OLá Alessandra: deve ser tenossionovite (inflamação da bainha sonovial que envolve os tendões) associada a inflamação da articulação e dos tendões peroneais. Parece ser um quadro inflamatório geral que deve ser observado e tratado por médico ortopedista. Só após um exame clinico adequado e com os exames que fez é que deve ser feito o tratamento correcto para essa situação. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  17. alessandra cardoso31/5/11 09:21

    ola dtr. muito obrigada por sua atençao ontem fomos ao medico do seguro e lhe mostrei todos os exames e o relatorio do ortopedista e ele ficou enrraivessido e disse que eu nao tenho nada que esses exames nao mostra nada e que vai me dar alta. pegunto sera assim ,eu nao cosigo andar direito tenho dores dia e noite como vou poder trabalhar em cima do pe 7h e como vou correr para no caso pegar o transporte e etc... o que devo fazer.
    o outro ortopedista disse que a inflamaçao esta na canela e la tenho ja um alto que tem haver com o tendao inflamado e o dr do seguro nem remedio me passou mais nem nada. pergunto mesmo que eu so tivesse 1 tendinite ele teria de me tratar ate fica boa nao é. ele disse que ESSAS TENISSOVITES E ESSAS TENDINITES que tenho nao justifica eu ficar parada que estou bem para trabalhar.ja fi 50 sessoes de fisio e nada piorou. tou mt preocupada e tenho 2 dedos que nao mexem . o que devo fazer .lembrando que acusou no exames. um trumatismo no tornozelo ,um derrame na articulaçao, uma bolça de liquido de 14m uma tenissovite do aldo ditr do pe umas tendnopatia no lado escquedo no maleolo e mais porque ainda farei uma ressonacia hoje para descobrir. muito obrigada.

    ResponderEliminar
  18. Raul Oliveira31/5/11 10:49

    Olá Alessandra: aconselho seguir a orientação do ortopedista e com o resultado da ressonância magnética e com o exame clinico cuidadoso então ser orientada para o tratamento que deverá fazer. Estas situações são por vezes demoradas e de recuperação lenta e nem sempre temos tratamentos eficazes a curto prazo. É dificil dizer algo de mais concreto, mas deve "lutar" pelos seus direitos. Até breve. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  19. Jilvanice25/11/11 20:58

    ola doutor tenho sentido muitas dores nos ombros resolvi ir ao ortopedista e fiz uma ressonância e o resultado foi tendinopatia no supra espinhoso e liquido aumenta na bursa o medico simplesmente resolveu me encostar pelo INSS pediu para fazer fisioterapia e tomar alguns remédios e não me disse nada gostaria de saber se o caso é serio quanto tempo mais ou menos dura um tratamento desses,se posso fazer o tratamento e trabalhar ao mesmo tempo?não estou contrariando o medico só gostaria de entender oquer se passa sei que ele sabe oque esta fazendo mais gostaria de entender ele me deu um atestado de 3 meses sera que daqui três meses estarei totalmente curada? espero resposta obrigado jilvanice

    ResponderEliminar
  20. Raul Oliveira26/11/11 00:28

    Boa noite Jilvanice: pelo que descreve parece ser uma tendinopatia de um tendão do ombro (supra-espinhoso) muito comum nos sindromes de conflito ou impacto subacromial. Existe um conflito entre o acromion (estrutura óssea) e os tendões e bursa que passam por baixo, levando á inflamação destes. Os movimentos de levantar e/ou rodar o braço em amplitudes extremas pode estar limitado e/ou ser doloroo.
    A Fisioterapia bem orientada pode ser uma alternativa para aliviar a dor, recuperar a mobilidade e a função, embora não possamos dizer que resolva todos os casos. A recuperação pode ser lenta e não costuma demorar menos de 2/3 meses. deve ser feita por um Fisioterapeuta com experiência em reablitar lesões do ombro. Só em alguns casos temos resultados em menos tempo, mas também existem outros casos que podem demorar mais. Relativamente ao trabalhar ao mesmo tempo que está em tratamento, depende do tipo de actividade e tarefa que precisa de fazer. A actividade profissional não deverá fazer agravar a dor e as limitaçõe que sente, pois se isso acontecer será mais díficil conseguir resultados positivos. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  21. Anónimo25/4/12 23:36

    Boa Noite tenho tendinite tendão de aquiles nos dois pés . Trabalho em um restaurante meu trabalho é de auxiliar de cozinha e serviços gerais. Tenho 59 anos e me sinto muito mal durante minha jornada pois trabalhos dois turnos e preciso muito deste sálatio. Começo as 8 horas saiu as 14 volto as 18 e saio as 22 30 ! Eu poderia me encostar pois não estou aguentando mais essa jornada e as dores são muito grandes. Por favou que posso fazer para diminuir essas dores.

    ResponderEliminar
  22. Raul Oliveira28/4/12 16:31

    Boa tarde: deve procurar a orientação de um médico. Para poder continuara trabalhar com menos queixas experimente usar um calçado confortável com algum salto (médio) mas de base larga. Nos atletas aconselha-se por vezes o uso de umas talonetes/calcanheiras de silicone para dar diminuir a tensão sobre o tendão de aquiles. Pode ser necessário fazer algum tratamento e por vezes fazer frio (5/10 min) alivia. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  23. Albina Marta21/1/13 18:14

    Boa tarde,tenho 30 anos e a pegar numa caixa muito pesada só com a mão direita deu-me uma dor muito forte no ombro, estou a ser seguida pelo ortopedista do seguro de trabalho e durante mais de 1 mês basicamente só tomei medicação sem fazer exames, agora já fiz a RM e deu discreto espessamento e heterogeneidade de sinal na inserção do tendão sub-escapular configurando tendinopatia sem rupturae também sinal ao nivel da inserção umeral do tendão do supra-espinhoso no mesmo contexto tendinopático e lâmina de derrame articular gleno-umerol e tendão da longa porção do bicipete integro e bem posicionado com lâmina de liquido envolvente. fiz 2 infiltrações mas continuo com dores falta de forças e com falta de mobilidade no braço... parece que o ombro pesa o dobro e um constante mal estar... já estou assim faz 2 meses e não vejo melhoras nem com a acupunctura e fisioterapia. qual o melhor tratamento e será que vou recuperar completamente e em quanto tempo? agradecia que me ajuda-se porque já estou a desesperar

    ResponderEliminar
  24. Raul Oliveira22/1/13 16:16

    Boa tarde Albina Marta: Pelo que descreve e pelo relatório da RM, parece haver uma tendinopatia sem ruptura. É importante saber que nõ haja uma lesão estrutural. Normalmente a infiltração e uma Fisioterapia adequada tem resultados positivos em 75/80% dos casos embora possa demorar 3/4 meses. No entanto em alguns casos, quando os tratamentos realizados não resultam no alivio da dor e na recuperação da mobilidade e função, pode ser feita uma cirurgia por artroscopia. Neste caso, deverá ser um ortopedista com experiência em lesões no ombro e neste tipo de cirurgias. Raul Oliveira

    ResponderEliminar
  25. clecius amorim guimaraes14/4/15 02:52

    boa noite Dr.tenho 43 anos e sou bombeiro militar a 24 anos e já fiz duas cirurgias no joelho direito e agora o medico pediu uma RM no joelho esquerdo e direito e foi constatado que no esquerdo: - artropatia degenerativa tricompartimental de menor grau que o joelho contralateral, com edma osseo subcondral; - pequeno/moderado derrame articular, com sinais de sinovite; - sinais de rotura do menisco medial; - sinais de bursite/ peritendinite da pata anserina; - tendinopatia com sinais de peritendinite do semimembranoso. E no direito: - equena imagem ovalada na diafise proximal da tibia, com aspecto que surgere baixa agressividade; - artropatia degenerativa tricompartimental, com edma osseo subcondral; - pequeno/moderado derrame articular, com sinais de sinovite; - indefinição da raiz posterior do menisco medial, com sinais de perimeniscite e cisto parameniscal; - redução volumetrica do corpo do menisco medial, com ampuação e irregularidade de suas margens livres, que pode estar relacionado a manipulação cirugica previa; - sinais de bursite do ligamento colateral medial-semimembranoso. o meu e-mail é: clecius_guimaraes@hotamail.com gostaria se possivel enviase o seu diagnostico para o enderço mencionado. grato

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raul Oliveira19/5/15 11:49

      Bom dia: para além dos relatórios/laudos da RM é necessário um bom exame clinico para se avaliar as causas dos seus sintomas. estes exames são apenas complementares e srvem apenas para confirmar o diagnóstio clinico. Pelo que diz o laudo, parece haver patatologia degenerativa bilateral (artrose) mais marcada no joelho direito e co sinais de derrame (sinovite). Parece ser uma situação que exige uma intervenção articulada entre ortopedista e fisioterapeuta. Raul Oliveira

      Eliminar
    2. Responder
  26. Anónimo2/3/16 17:58

    Já a muito tempo que sinto dores no punho direito, fiz uma ultra e não deu nada, mesmo assim o medico receitou sessões de fisioterapia então fiz mais de 20 sessões e ainda não resolveu nada as dores estão mais intensas .. Agora depois de 4 meses da primeira ultra realizei outra e deu sexto compartimento espessado com diminuição da ecogenicidade medindo cerca de 0,7 de espessura semelhante a que encontramos em tendinopatia o que significa isso ? Precisa de cirurgia ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raul Oliveira18/3/16 23:11

      Não é possível dizer nada de concreto e credível sem um exame clinico e diagnóstico adequado. O relatório da ecografia parece indicar uma tendinopatia (alteração/lesão num tendão) mas que precisa de estar em sintonia com os sintomas que refere. Sugiro procurar apoio de um ortopedista e/ou fisioterapeuta experientes. RO

      Eliminar
    2. Responder
Adicionar comentário
Carregar mais...

Mensagem mais recente Mensagem antiga Página inicial

calcanhares

louboutin do na fir
billig
フラット
恋人たち
christian louboutin för män

O creme de uréia

Olá, gurias! Como foram de final de semana?

Vamos falar hoje de hidratação da pele!

Vocês usam cremes para hidratar a pele do corpitcho? E já ouviram falar nos cremes de uréia?

Primeiramente, todos os cremes hidratantes – e que realmente hidratam – tem um pouco de uréia. O “probleminha” é que, por causa da pouca quantidade deste componente, esses cremes hidratam apenas superficialmente.

Seguindo o baile: A uréia tem como principal característica ligar-se às moléculas de água, deixando a hidratação ativada por mais tempo e sendo bem útil para a prevenção de rugas, peles ressecadas, etc.

Esses cremes são bem recomendados para quem tem a pele seca!
Quando temos a uréia em concentração de 3% a 10% nos hidratantes, os resultados em pele seca são ótimos! A substância não permite que a pele fique rachada, deixando-a com uma aparência linda, de “peeling”!

Eu, como usuária do creme de uréia (uso o Ureadin), garanto pra vocês que sentimos a diferença logo depois de passar o creme. A pele fica lisinha, com um toque aveludado e em poucos dias a pele fica de neném!

Os cremes são recomendados para áreas como pés, mãos, joelhos e cotovelos. No meu caso, consultei uma dermatologista e usei nos braços, coxas e bumbum, pois tinha a pele ressecada e um pouco áspera, e garanto pra vocês que resolveu os meus problemas!

Podemos usar uréia no rosto? Depende! Depende da pele da pessoa e da quantidade do produto no creme de hidratação. Por isso insisto de novo: sempre consulte um profissional para tirar suas dúvidas e escolher o produto certo para seu tipo de pele.

O que devemos cuidar:
– A uréia pode não ser boa para as peles muito sensíveis, ela pode causar irritação e coceira;
– Quem tem pele mista deve se ligar na concentração de uréia para não deixar a pele oleosa, favorecendo o surgimento das acnes;
– Gestantes não devem usar cremes de uréia, pois pode comprometer a saúde do bebê;
– Não devemos sair com o creme de uréia na pele exposta ao sol.

É importantíssimo que sempre se consulte um especialista, para a sua própria saúde!

Beijos 1000 :*

[fbcomments]

14 comentários

  1. Gabriela de Almeida disse:
    05/30/2012 às 12:57
    Responder

    A minha pele é mista e eu sou chata para cremes para o rosto que deixem a pele melecada. O meu dermatologista me indicou o Ureadin para o rosto e eu amei. A absorção é rápida e a pele fica bem suave. Cuidado com a quantidade, senão fica melecado demais.

    • Bianca disse:
      05/31/2012 às 1:33
      Responder

      Oi Gabi!
      O Ureadin é 10, né? Vou experimentar aplicar no rosto

      Trabalhos e Consultas Espirituais

      Trabalhos e Consultas Espirituais

      sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

      Alisante caseiro para cabelos, receita alisamento caseiro

      Alisamento caseiro para cabelos.
      Receita de alisamento caseiro, alisante caseiro. alisar os cabelos com alisante caseiro

      Alisamento caseiro

      O alisamento caseiro para cabelos é a maneira prática e eficaz de reduzir o volume dos cabelos sem ter que usar produto químicos. Se você tem os cabelos ondulados, crespos, ou está cansado de tentar controlar o volume dos seus fios, a receita caseira de alisante capilar feita com ingredientes naturais é a solução para você fazer em casa. Anote os ingredientes abaixo:

      Alisamento caseiro para cabelos, receita natural de alisante para cabelo:

      Ingredientes:

      3 caquis maduros
      1 coco verde (com água)
      4 xícaras de chá de água
      1 sabonete de coco
      1 colher de sopa de gelatina incolor em pó
      10 colheres de sopa de farinha de aveia
      1 colher de sopa de óleo de milho

      Modo de Fazer:

      Primeiro bata o caqui no liquidificador com a polpa e a água de coco. Em seguida coloque a água e bata bem. Leve ao fogo com o sabonete de coco, ralado, mexendo até derreter. Deixe esfriar, adicione a gelatina, a farinha, o óleo e misture bem. Lave o cabelo, retire o excesso de água com uma toalha e aplique a máscara da raiz as pontas. Deixe por uma hora e enxague bem.




      24 comentários:

      @iamvictor_ disse...

      olha, boa dica. Não sabia disso viu

      Estude-me ! disse...

      Gosto de tudo que é prático e posso fazer em casa. Mas essa é novidade para mim, rs. Adoorei!

      William disse...

      Para quem precisa, realmente é uma ótima dica.
      Vi o blog numa comunidade do orkut e estou seguindo ok?
      Fiz o primeiro podcast no meu blog, se puder dar uma conferida, agradeço.
      Até mais,
      William
      www.tocadowilliam.com

      marciog81 disse...

      so seve para as gosetosas bucetudas
      q da pra enfiar o piru bem duro lá dentro e gozar gostoso

      Ale disse...

      Adorei o blog.muito interessante e com opções bem viáveis.Parabéns!

      Sônia Regina Carmezini Souza disse...

      pela madrugada , o sabonete de coco não resseca tudo????????????/

      Sônia Regina Carmezini Souza disse...

      pela madrugada, o sabão de coco não resseca todo cabelo????????????/

      o à caso disse...

      ss1º o sabão de coco resseca! só serve esse sabonete??
      2º essa mistura é p qual tamanho d cabelo?
      3º ela só pode ser feita p aplicação imediata ou pode fazer p guardar??
      4º de qnto em qnto tempo posso reaplica-la??
      5º uma escova e chapinha contribui p alisamento c o produto??
      6º a mistura ñ é efeito ciderela??
      por favor quero resposta imediata, e obrigada!

      Elaine disse...

      Adorei a dica e vou fazer.
      De quanto em quanto tempo deve ser feita a aplicação
      Elaine
      elainecsilva@uol.com.br

      Elaine disse...

      Hoje vou testar esse alisamento, amanhã eu falo como ficou.
      Elaine
      elainecsilva@uol.com.br

      Sônia Regina Carmezini Souza disse...

      não acredito q sabão de coco alisa, ela vai é estragar o cabelo se ficar muito tempo....

      carla silva dos santos ferro disse...

      por favor de quanto em quanto tempo se passa e quanto tempo esse alisamento fica no cabelo,e o sabao de coco nao resseca o cabelo?obrigado



      carlaguarapari@hotmail.com







      carlaguarapari@hotmail.com

      ana disse...

      será q o sabão de coco ñ resseca principalmente quem j´tem o cabelo feito luzes? e quanto tempo devo repetir o guarda o restante? me respondam obg.

      ana disse...

      será q o sabaão de coco ñ vai ressecar o meu cabelo que já tem luzes? e quanto temp posso usar? posso reaproveitar o produto?

      ana disse...

      gente por favor quem já fez essa escova me informe se o sabaão de coco resseca o cabelo? josyanmoneiro@yahoo.com

      fran♥ disse...
      Este comentário foi removido pelo autor.
      fran♥ disse...

      sabão de coco não resseca o cabelo????

      Rosy Karla disse...

      Alguém já fez isso, e o resultado foi satisfatório?

      bruninha disse...

      GENTE O SABÃO DE COCO RESECA O CABELO????? AQUEM ME RESPONDA POR FAVOR QUEM JA VEZ.

      blenda disse...

      SABÃO DE COCO RESECA O CABELO????? mande um email para mim blendacaroline_pvai@hotmail.com

      ANA CLAUDIA disse...

      olha gente, sabao de coco reseca o cabelo!tomem cuidado com essas receitas milagrosas que prometem resultados satisfatorios!eu fiço esse treco no meu cabelo,olha reseco tudo e começou a cair muito! gente o certo e procurar um profisional! bjos da aninha!

      _!_JhOnaTaS_!_ disse...

      otima dica .... !!

      Juliana disse...

      Já vi essa receita e fiquei curiosa pra ver se funciona mesmo...estou usando o óleo de côco extraído em casa para alisar os cabelos, mas o resultado realmente demora bastante... vou continuar tentando...

      gostei mto da dica!

      me segue no meu blog, tb é sobre cabelos! bjos , Juliana

      praquemamacabelo.blogspot.com

      iara v p disse...

      o cabelo ficou duro e olha que era apenas um pouco volumoso.o coco e o caqui serviu como um adstringente para o cabelo.

      Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial